segunda-feira, agosto 07, 2006

O Óleo de Lorenzo

Em 1984, um médico diagnostifica em um garoto uma doença rara, dando-lhe no máximo mais dois anos de vida. Inconformados com essa situação, os pais passam então a pesquisar sobre a doença, a fim de encontrar algo que possa ajudar o filho. Dirigido por George Miller (Mad Max) e com Nick Nolte, Susan Sarandon e Peter Ustinov no elenco, o filme recebeu duas indicações ao Oscar.

Baseado em história verídica, "O Óleo de Lorenzo" é um filme emocionante por tratar com seriedade um tema polêmico: até onde devemos nos submeter a um tratamento médico quando este não apresenta cura para uma doença? Aqui, o papel da medicina foi substituído pela dedicação dos pais de Lorenzo Odone (muito bem interpretados pelos sempre competentes Nick Nolte e Susan Sarandon), que lutaram para descobrir o único tratamento realmente eficaz contra a ALD, enquanto os ditos cientistas se preocupavam muito mais com questões financeiras relacionadas com seus hospitais e suas carreiras.

Como se não bastasse o forte contexto em que está inserido, o filme ainda conta com a boa direção de George Miller, que valoriza ainda mais a narrativa da história.

(Marcos Ribeiro)

5 comentários:

Anônimo disse...

Caro Michelson.
Gostaria de deixar registrado que já vi este filme. Além de questões morais e éticas que o referido filme aborda existe outra faceta importante: a pesquisa tecnológica de novos óles. Sou químico e sei bem o que isto significa. Lições como perseverança e dedicação a pesquisa frente a negativa de tudo e de todos são ótimas para nós.
Recomendo que vejam o filme tambem.

Claudio Almeida
Vila dos Cabanos Pará
cwpa2@yahoo.com.br

adriano disse...

Um dos melhores filmes que vi na minha vida..
aconselho para todos verem ele!!

Fernanda disse...

Simplesmente fantástico...

Késia Mota disse...

Lindo filme. Emocionante.

Dárlen J S Espindola disse...

Eu assisti esse filme como requisito das aulas de química do Ensino Médio, e tinha que anotar as fórmulas dos óleos utilizados para receber uma nota depois. Mas nunca imaginei que fosse me deparar com um filme tão emocionante. Na hora até esqueci de anotar as fórmulas e tive que assistir novamente pra fazer a tarefa... Foi muito interessante.